focas ai um ponto muito importante para mim... o facto de nos acharmos o pais dos coitadinhos...enquanto assim não conseguiremos acompanhar a passada da europa, ficando cada vez mais para trás, até ai sermos sim o pais dos coitadinhos....há que mudar mentalidades
21 de Dezembro de 2007 às 18:33