15 de Dezembro de 2008
Depois de concorrer como independente a Presidência da República, Alegre volta a lançar-se a batalha e quer ir a votos em 2009. Das duas uma, ou o recado é interno e o PS cede, ou há uma ruptura clara e o PSD e o CDS terão de se reorganizar para não serem levados de enxurrada.

O futuro desta força partidária, bem ligada a extrema esquerda, a mesma que já não aguentou o poder em Lisboa e retirou o apoio ao Zé. Não me parece que seja uma formação para governar o país, mas será uma força que poderá revolucionar o quadro político de Portugal. Infelizmente, cada vez mais para uma das pontas e menos para o centro.
publicado por Luís Caldas às 01:18

mais sobre mim
pesquisar
 
Dezembro 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
16
18
19
20

21
22
23
24
25
26
27

31


arquivos
2017:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2016:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2015:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2014:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2013:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2012:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2011:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2010:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2009:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2008:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2007:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


blogs SAPO