(de salutar) mando:
Tem toda a razão quando afirma que se construiram imensas escolas privadas em todo o país, e principalmente no norte, mas basta fazer uma breve pesquisa para descobrir escolas públicas com 200 vagas (e olhe que não são poucas) penso que as escolas privadas não passam de um bode espiatório...quantas e quantas escolas publicas não tem condições de ensino, edificios a cair de podres, sem meios onde treinar os procedimentos práticos, falando da minha experiencia como aluno de uma escola privada, as condições são exelentes, posso ir para as salas de enfermagem a qualquer altura do dia com todos os materiais disponiveis, desde algálias ás bombas de oxigénio, e ao nivel dos professores (a maioria enfermeiros) tb penso estarmos bem servidos, ou seja, um exemplo para qualquer universidade pública, dou-lhe alguma razão, quando diz que cada vez há mais falta de locais de estágio, mas até parece que não(!), pois se OE quer por o dito ano de internato no final do curso é porque não devem faltar locais de estágio (ironia do destino...), mas para não deixar dúvidas na minha escola nunca ouvi queixas deste tipo, trazidas a público pelo blog doutor enfermeiro...

Mas condeno fortemente estas pseudo escolas que só querem ganhar dinheiro e fornecer canudos aos alunos, (bem talvez o internato aki faça algum sentido, mas mesmo assim a OE devia actuar durante todo o processo de ensino do aluno e não só no fim!) penso que as autoridades deveriam estar mais atentas a estes acontecimentos, e os proprios enfermeiros denunciarem as escolas para quem trabalham (como docentes)...

Mas será que algum dia isto vai mudar? (bem para pior parece cada vez mais impossivel, mas novas surpresas a cada dia que passa nos surgem...já espero de tudo!)

...
17 de Fevereiro de 2008 às 22:58

Atenção quando escrevo:
"Aumentaram-se as vagas nas escolas. A primeira dúvida que me suscita é se terá havido também um aumento de material escolar de suporte para o acrescimento de alunos. A resposta é que nalguns casos isso não aconteceu. Logo aí, começa a surgir um risco formativo."
Estou obviamente a referir-me às escolas mais antigas e grande parte delas públicas.

As escolas privadas não são bode expiatório, simplesmente dividem-se em dois grupos as boas e as más.

Já agora lanço-lhe o desafio de dizer qual a sua escola.
17 de Fevereiro de 2008 às 23:09

É urgente diminur o número de vagas em todas as escolas. E fechar todas as escolas de enfermagem que não tenham qualidade....sei que é utopia com a actual OE...mas era uma solução e não o tal MDP.
Saudações, linkei-o ao meu blog
18 de Fevereiro de 2008 às 21:56

"mas basta fazer uma breve pesquisa para descobrir escolas públicas com 200 vagas (e olhe que não são poucas) penso que as escolas privadas não passam de um bode espiatório"


Olhe que não colega. O ensino privado tem mais alunos do que o público. Tal como o outro, é só fazer as contas...
18 de Fevereiro de 2008 às 22:49

Anónimo:
Caro doutorenfermeiro aqui á uns tempos a conselho do Enf.Luís Caldas li um artigo no jornal "Público" (post de dia 14 de Janeiro) e neste artigo diz o seguinte e passo a citar

"O crescendo de escolas e vagas não parou desde o momento em que foi criada a licenciatura em Enfermagem, em 1999, diz Gonçalo Cruz. Metade são privadas..."

ou seja as privadas não tem mais vagas do que as publicas...mas acho que sinceramente a culpa é do estado que devia apoiar mais as escolas privadas, sabe quais são as universidades de maior prestigio nos EUA? as Privadas!!! não percebo o porquê do ataque ás escolas quando a culpa de a escola ter muitas vagas é da OE que o aceita!

Passando a um caso concreto, este ano a universidade de coimbra abriu 200 vagas para enfermagem!!! pois é só lá não entrou quem não quis! sengundo soube a média ficou-se nuns maravilhosos 11 Valores...onde estava a OE para dizer "não"!?

Tal como diz o outro...é uma questão de mentalidades! ;)
19 de Fevereiro de 2008 às 21:11